Organize-se! As aulas irão começar!

Não entre em desespero!
Hoje em dia, todos querem uma solução rápida.
Não é bem assim que devemos levar a vida.

Com a velocidade dos acontecimentos, crise financeira,
violência, cobranças, pressão e etc, o nosso corpo sai
da normalidade. E isso pode gerar doenças, somatizar problemas.

É preciso parar um pouco, respirar.

temporal

Todo problema é como se fosse um temporal que está chegando.
Suas ações deverão ser focadas para evitar que algo te aconteça.
Ninguém é pego de surpresa. Se é pego, é porque estava distraído.

sozinho

Não se sinta sozinho no mundo! Não se isole por tempo indeterminado.
Nossa relação com o mundo precisa de pessoas e também precisa de isolamento.
Tal como o pulmão: precisamos que esteja cheio e vazio.
Ou como os dias e as noites: Precisamos de luz e de escuridão.

Muitos Problemas se acentuam mais ainda quando se inverte as coisas.
Quando é preciso conversar com alguém, a pessoa se isola.
Quando é preciso se isolar para pensar no que fazer, a pessoa fica ocupada com os relacionamentos.

Essa inversão acelera os sentimentos que ficam descontrolados.
A ansiedade acaba por destruir todos os controles possíveis.
A pessoa entra em um labirinto sentimental e não consegue sair.

organize

Organize-se!
Pense na sua casa, na sua família.
Pense no seu trabalho, nas ocupações.
Organize seu armário, suas roupas.
Organize suas ideias, e até mesmo os seus problemas.
Crie uma lista ordenada por prioridade.

Prepare-se!
As aulas irão começar!

O que é amor?

Quem pode definir o que é o amor?

Esta pergunta nunca terá fim, sempre existirá uma resposta diferente. A vida muda, o sentido muda, e a pergunta se mantém.

Mas a vida nos permite ter uma definição, mesmo que simples. E com o tempo, temos a possibilidade de ir ajustando. Esse processo de ajustar os conceitos, valores  importantes na vida, é o grande barato da existência.

Digo “grande barato” porque exige certos fundamentos. A palavra por si mesma tem lá a sua importância no contexto filosófico, histórico, pessoal, religioso e etc. Mas, as ações, relacionamentos e vínculos que estão associados à essa palavra, sim. Mais importância ainda!

Tentamos responder pensando na palavra ou nas ações? Bom..o amor é uma história sem fim. Com chances diversas de entender e sem limites para evidenciar . O amor gera um conjunto de emoções e reflexões, oxigenando cada experiência numa nova experiência.

Costumo apresentar a minha simples definição do amor. Utilizo muito o termo  “fórmula do amor”.  Mas digo que não é um passo-a-passo. Se você parar para pensar na minha fórmula, verás que tem muito que refletir agir e conhecer. A fórmula que tanto falo, mal comparando, são dicas para que consiga jogar 3 dardos e acertar 3 alvos diferentes. Por tanto, a minha fórmula não é um conjunto de regras. Ela admite novos parâmetros, e projeta retornos conforme sua vontade de lidar com cada tema que o amor esteja envolvido na sua vida. A minha fórmula é um processo simples, mergulhado na complexidade de cada um.

Não tenha medo de viver o amor.  E não tenha medo de tentar, com as suas próprias palavras, definir o que é amor. Você pode e deve tentar definir todos os dias.

Desconfie se estiver se afastando desse tema. Pode ser que tenha informações desconexas.

Aprendemos um com outro, lembra? Estamos em uma escola para aprender. Aqui é para aprender a amar. E, o aprendizado começa com a tentativa de definição.

Abraços!

Maurício Sant Ana

Feliz Dia Novo!

Precisamos aprender a não desejar feliz ano novo. Precisamos aprender a fazer acontecer um feliz dia novo.
Precisamos aprender a não desejar feliz ano novo e   fazer acontecer um feliz dia novo. O sol manifesta “os fogos” de cada dia.

Hoje você ouvirá  muitos desejos de diversas pessoas. Mas comigo será diferente! Não lhe desejarei felicidade, nem sorte, nem saúde e nem dinheiro!

Nada disso….

Desejo a você  forças (físicas, cognitivas e emotivas)  para manter uma mente equilibrada, o conhecimento produtivo, a força do ensino significativo e principalmente a vontade e a real atividade em viver o amor incondicional.

Esses não são os meus votos para o dia de hoje. Fazem parte da minha oração que faço diariamente para todas as pessoas!

Incentivo a pensar assim como eu:  ao invés de desejar, faça acontecer! E se tiver distante, ore com a mais profunda sinceridade do coração! Não deseje algo novo! Seja tu algo novo para ti mesmo e para alguém agora e a todo momento! Aja dessa forma e o novo já começa a acontecer.

Precisamos aprender a não desejar feliz ano novo e  fazer acontecer um feliz dia novo. O sol manifesta “os fogos” de cada dia.

Feliz dia Novo!

Maurício Sant’ Ana

Uma história e uma educação

Uma história e uma educação
Uma história e uma educação

Todos nós possuímos uma história e uma educação.

Uma história que coleciona diversos momentos, situações,  experiências, fatos. Uma educação que nos acompanha e nos permite entender e viver a nossa história.

A educação emancipa você na história. A história credencia você na educação.

Muitos pensam em mudar a sua própria história, mas isso não se faz sem educação.  Muitos querem adquirir mais educação,  mas isso não se faz sem entender a própria história.

Elas estão juntas e são inseparáveis.  São faces da mesma moeda. São impactantes e uma compromete o lado da outra.

Existe dentro de nós algo que consegue mudar as duas coisas de uma só vez, independente da bagagem educacional ou do conteúdo histórico: o amor.

Se a educação e a história são duas faces de uma moeda que ressignifica  a vida, o amor é a forca capaz de  avaliar e  revaloriza esta moeda.

O amor funde a sua moeda derretendo-a em estado líquido e compõe outra de mesmo material com novos desenhos, nova impressão e  novos detalhes.  O amor projeta melhor uso desta nobre moeda tornado-a desejada por todos.

Esta moeda será impactante e animará outras pessoas a fazer o mesmo. Não acumule história e nem educação.  Ame de forma  incondicional e assim transformará a sua moeda em um grande em tesouro.

Maurício Sant’ Ana

Não vá para tão longe

A cada dia que passa, costumamos interpretar que estamos fazendo mais e mais coisas. São tantas tarefas diferentes que chegamos, por muitas vezes, a pensar que não somos deste mundo.

A loucura da vida moderna nos enche de tantas atividades que temos vontade de se afastar dessa selva de pedra em busca de um contato com a natureza. Ou algum lugar mais calmo.

Ao buscar esses ambientes, existe também o risco de estresse e também de não conseguir recuperar a essência perdida. Em todo lugar você vai lidar com pessoas. Hoje em dia as pessoas estao “explosivas” e impacientes, independente da formação,  cultura, cargo ou poder econômico.
O amor possui as propriedades essenciais para a manutenção da condição humana. O amor  descarrega, renova e fortalece, permitindo sentir a vida mais leve. Não precisa se deslocar para longe ou mesmo sentir cheiro de terra fresca, ouvir passaros e pisar descalço na grama. Embora essas coisas fazem bem, elas não gatantem um efeito contínuo daquilo que você realmente necessita.

Não precisa ir tão longe para se renovar. Basta amar! Só o amor pode preencher o vazio que há em ti.

Maurício Sant’ Ana

O destino depende dos procedimentos do amor

aviao

Se você fosse um avião,  o seu conhecimento seria o histórico de viagens. A sua meta seria a realização de diversos voos. A sua razão é o plano de voo.

O que seria a felicidade e a alegria?

A felicidade é o reconhecimento de que pode voar. A alegria é a sua capacidade que possui em proporcionar viagens para as pessoas. Elas são os principais indicadores do painel do avião.

E o amor?

O amor são os procedimentos que você utiliza para avaliar a aeronave, o histórico, o plano e a meta. Antes, durante e depois do voo.

Muitas pessoas confundem amor com sentimento e felicidade com meta, realização. Imaginar que temos obrigação de ser feliz o tempo todo e em todo lugar é um grande fator de estresse na sociedade moderna.

A felicidade e a alegria refletem, de modo geral, tudo que está acontecendo com você.  Tanto a felicidade como a alegria  são variáveis frágeis e voláteis.
É possível sentir somente em certos momentos.

O amor, é diferente.  É possível vivencia-lo em todos os momentos. Pois o amor não é um sentimento,  e sim um conjunto de procedimentos.

Maurício Sant’ Ana

Quem ama é capaz de suportar qualquer coisa

turbolencias

Quem  ama é capaz de suportar qualquer coisa. Muitas vezes somos assaltados pelo mundo, que nos rouba nossas ideias, sonhos, fantasias e objetivos.  Ficamos dominados pelo estresse e pela desorientação, sem saber por onde começar.

Passa a residir em nós um mesclado estranho composto de diversos sentimentos, em diferentes porções e nas mais variadas quantidades.

Uma sensação é bem comum:  uma que parece que iremos virar pó. Essa sensação é uma resultante de um pensamento de “trabalhar muito para nada”. Ou seja, o corpo anda esgotado.  O esgotamento dificulta a concentração e deve ser combatido com a prática do amor, que vai oferecer um maior sentido ao que estamos fazendo nos bons e nos maus momentos.

Para o psicólogo Viktor Frankl, se o indivíduo encontra um sentido para sua vida, é capaz de superar a maior parte das adversidades. A logoterapia, criada por ele, busca
exatamente isto: em vez de escavar o passado do paciente, tenta explorar o que é possível fazer com o que ele tem aqui e agora. Em outras palavras, devemos encontrar um motivo para cada dia com base nas habilidades que possuímos.

Nietzsche destaca a importância de se buscar uma “razão de viver”.

A escola do amor sabe muito bem que essa razão pode ser a coisa mais complicada da sua vida. Sendo assim, aconselhamos ir além do que foi observado por Nietzsche…. o que é importante mesmo é você amar incondicionalmente, pois todas as coisas lhe serão acrescentadas, inclusive a tal razão que você procura.

Maurício Sant’ Ana

O Amor é a razão da nossa existência

fragmentos

O amor é o dom que nos une. Promove conhecimento e qualidade de vida. É o dom que nos faz gerar coisas novas, revelar quem nós somos e ajuda a encontrar a razão de existir.

O amor possui a capacidade de harmonizar as verdades internas e as verdades externas.
Permite ajustar todos os outros dons.

Tudo é consequência do amor:  relacionamentos, família, estudos, formação,  empregabilidade, inovação, criação e etc… Nada foge deste dom que engloba todas as faculdades internas, impactando diretamente na tomada de decisões.

É preciso combater a superficialidade, evitar a vida fragmentada, reencontrar valores internos e estender a visão horizontal.

A falta de amor nos transforma em objetos de manipulação, mercadoria sem valor, elemento escravo e dominado.

Só o amor pode construir, fazer crescer e revelar o que está encoberto.
Invista no amor!

Maurício Sant’ Ana